Com vacinação de professores e internet gratuita nas escolas, deputado Luizão se torna referência na educação

A capacidade e o crescimento de um país têm relação direta com os investimentos na educação. Por ser professor e diretor de escola pública, o deputado federal Luizão Goulart (Solidariedade-PR) soma na carreira política ações direcionadas na melhoria da educação em todo Brasil.

Como representante do Paraná no Congresso Nacional, Luizão faz parte da Comissão de Educação, desde o primeiro ano de mandato. Também garantiu a participação na Comissão do FUNDEB (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), e atualmente é coordenador de Alfabetização da Frente em Defesa da Educação no Congresso Nacional.

Toda a bagagem, faz de Luizão um grande defensor de políticas educacionais, que abrangem desde melhoria em estruturas físicas a valorização do ensino.

Defesas

Para que a sala de aula tenha qualidade, Luizão entende que o profissional da educação precisa ser valorizado. Para isso, defendeu a Lei do Piso Salarial Profissional do Magistério, sendo contra o congelamento do piso.

Durante a pandemia da covid-19, Luizão foi o autor da lei que garantiu a priorização da vacina aos profissionais da educação. Longe das escolas, estudantes de várias famílias vulneráveis se prejudicavam com a falta de merenda. Diante disso, o deputado foi autor da lei que os kits das merendas das crianças, durante o período de calamidade.

Investimentos

O Fundeb é hoje o maior fundo de financiamento da educação, responsável por mais de 48 milhões de matrículas. Em uma de suas ações no Congresso, Luizão defendeu que 70% do mínimo desse fundo fosse destinado para o pagamento dos profissionais da educação.

Para construir e reformar unidades escolares no Paraná, o deputado Luizão destinou mais de R$ 28 milhões a escolas e CMEIs. Além disso, investiu em pesquisas e extensão universitária, melhorias em escolas de educação especial e também ensino técnico e profissionalizante.

Internet

A desigualdade digital formou lacunas entre estudantes, durante a pandemia. Luizão Goulart foi o autor da lei que garantiu acesso à internet nas escolas públicas e rurais. Ele também defendeu no edital 5G que 14 mil instituições de ensino e bibliotecas tivessem acesso à tecnologia 5G.

“Na rede pública, quase seis milhões de alunos deixaram de estudar por não ter acesso à rede. Educação é um direito de todos e garantir aos estudantes e professores acesso à tecnologia para o uso pedagógico é nossa obrigação”, defendeu o deputado Luizão.

Prefeito

A estreita relação de Luizão com a área da educação vem do tempo em que ainda era prefeito de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. As famílias da pequena cidade, a menor em extensão do Estado, acompanharam um movimento nunca visto para na região metropolitana: escolas públicas em tempo integral, construção de CMEIs e produtos orgânicos na merenda escolar.

A política educacional se estendeu aos professores e Luizão implementou uma estrutura da carreira, com o pagamento do piso salarial do Magistério (PSPN) e a capacitação dos profissionais da educação com o Centro de Formação dos Profissionais da Educação (Cenforpe) de Pinhais.

O trabalho de valorização dos profissionais elevou o indicador de desenvolvimento da Educação Básica para 6,2 (IDEB) um dos maiores da Região Metropolitana de Curitiba.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *